Jornalista Registrado N°0001388/MA

Alcionildo Matos Perde Mais Uma : TJ Manda Suspender Desocupação das Terras do Bananal que “Teriam” sido leiloadas

Alcionildo Matos Perde Mais Uma : TJ Manda Suspender Desocupação das Terras do Bananal que “Teriam” sido leiloadas

O advogado Márcio Beckmann à frente da disputa judicial, juntamente com colegas advogados que atuaram junto à procuradora do Município de Santa Inês, Mara Rubens  Bringel, conseguiram hoje no Tribunal de Justiça no minuto final (antes do meio dia) do cumprimento do mandato de desocupação da área conhecida como Bananal, localizada às margens da BR 222, em Santa Inês, onde dezenas de famílias vivem há mais de duas décadas, cuja área no total de 54 hectares de terras, teriam sido arrematadas por Alcionildo Mattos, pelo valor de pouco mais de 500 mil reais em abril de 2014, quando o prefeito do município de Santa Inês era Ribamar Alves, que entre outras aventuras chegou a ficar preso por cerca de 30 dias sob a acusação de cometimento de estupro, etc. o cancelamento da desocupação.

Na manhã de hoje, quinta-feira, uma tropa com mais de 160 policiais militares se postaram nas proximidades do Bananal, para dar suporte à desocupação que seria cumprida por uma oficiala de Justiça. Houve resistência pacífica por parte dos posseiros da área e a pronta intervenção de advogados, vereadores, moradores do Bananal e seus representantes. O próprio Acionildo se fez presente e irredutível insistiam na desocupação. Entretanto ações conjuntas de advogados, da procuradora do Município e outras pessoas da sociedade civil, e para evidentemente usando o bom censo, todos buscaram junto ao Tribunal de Justiça a suspensão da desocupação até que sejam julgados todos os trâmites e acabaram, felizmente logrando êxito, desfazendo todo clima de violência que se previa, caso a desocupação viesse mesmo a ser cumprida.  Daqui a pouco mais informações aqui neste site sobre este assunto.

Confira a decisão abaixo.

 

 

Via www.agorasantaines.com.br

Deixe uma resposta

Fechar Menu